Pesquisa sobre o Depois
Luis Bacchi
Produtor/ Cineasta- Tuma de 69 – GEVOA

Pesquisa sobre o depois
Luis Bacchi

Quando eu era aluno no ginásio vocacional mais de uma professora comentou que deveríamos ser preparados para uma vida em grupo. Explicavam que no futuro nada mais seria feito de forma individual. E hoje constato que foi realmente o que aconteceu. Naquela época não havia ainda os computadores pessoais. Lembro-me da professora de Química, Da. Berta, sugerir que eu fizesse uma faculdade de Administração e que, antes disso, eu fizesse um colegial técnico na área de… Informática !!!! E naquele tempo ela já falava sobre o surgimento da informática na vida profissional e pessoal das pessoas. Não lembre se ela usou a palavra “computador” ou “informática”. Mas, é impressionante como aqueles professores tinham uma visão ampla sabiam pensar o que seria melhor pra nós… fico espantado ao lembrar….

Eu ontem tive uma idéia que acho que todo mundo já deve ter pensado. Ou talvez não tenha nada a ver. Mas vou comentar essa minha ideia. Eu acho que agora, décadas depois de termos estudado no Ginásio Vocacional seria interessante uma pesquisa para verificar como estão atualmente os ex-alunos do Ginásio Vocacional e qual foi o resultado de vida – pessoal e profissional – desses alunos. Na verdade, essa pesquisa poderia até ser uma tese. Esse trabalho poderia ser uma comprovação – ou não – de que o método de ensino vocacional era eficiente.

Por exemplo, lembro que dois ou três pais tiraram os filhos do Ginásio Vocacional depois do 1º ano de curso. E transferiram os filhos para outras escolas. Os pais ficaram com medo dos filhos não estudarem as matérias básicas que havia em toda escola. Temiam que mais tarde os filhos não passassem no vestibular para a faculdade.

Pensando nessa questão, considero interessante um levantamento de quantos ex-alunos entraram em faculdades, em quais faculdades, em quanto tempo e tudo o mais. Ou, melhor ainda, quantos estão fazendo o que gostam, seja em nível dito “superior” ou não; quantos mudaram de classe social e econômica e se isso foi significativo ou não para a vida deles; além de outros aspectos importantes. Ou seja, a pesquisa poderia medir o nível ou índice de “sucesso pessoal e profissional” de cada um. Mas, então surge a questão: o que é ter “sucesso” ? É estar bem com o cônjuge? É estar trabalhando no que gosta ? É ter mudado de classe econômica ? É ter uma atividade social ou política ? Enfim, o que seria esse “sucesso” ? Para isso seria necessário um estudo pré-pesquisa que definisse o que será considerado “sucesso” na vida, determinar quais valores e parâmetros serão utilizados.

E outros aspectos poderão ser pesquisados. Por exemplo: o que diferencia atualmente, hoje, os ex-alunos de outras pessoas com a mesma idade e que moram nos mesmos bairros e que não estudaram no sistema vocacional? Existe alguma diferença entre essas pessoas conforme o sistema de ensino do qual fez parte na adolescência? Em quais aspectos? Por exemplo, quantos se suicidaram e qual o índice de suicido em relação à média da população e de pessoas que não passaram pelo sistema Vocacional? Ou, quantos se mudaram para o Exterior em relação alunos de outras escolas? Qual o índice de divórcios? Qual o índice de envolvimento com drogas ou de fumantes? (na época, o ginásio Vocacional era o único que permitia fumar no pátio, por exemplo).
Eu mesmo tenho muita curiosidade em saber os resultados dessa pesquisa. Os resultados podem ser importantes para provar ou não a eficiência do sistema vocacional e qual o grau de eficiência desse sistema. E, caso o resultado seja positivo então teremos um ótimo argumento para divulgar o ensino vocacional. Além disso, essa pesquisa pode ser de grande valor para os que cursaram os Ginásios Vocacionais. Caso se constate haverem diferenças significativas entre ex-alunos do vocacional e outras pessoas, então muitos indivíduos poderão encontrar explicações para diferenças, dificuldades e facilidades que encontraram durante a vida em relação à média da população.

Luís Bacchi

Mensagem recebida em 17 de setembro de 2009

Título do Review

User Rating:

0 ( 11 Votes )